Em seu curto tempo de existência, a CBGE já foi responsável por grandes feitos no setor de e-sports do Brasil e organizou grandes campeonatos de abrangência nacional e internacional. Conheça um pouco mais sobre nós e a luta pela regularização e pelo reconhecimento do esporte eletrônico no Brasil e no mundo!

Sumário

• A CBGE 
• Um Breve Histórico
 Atuação Regional
 O Esporte Eletrônico
 A Inclusão no Esporte Eletrônico
 Parceria e Reconhecimento Global


A Confederação Brasileira de Games e Esports (CBGE) é a representante oficial do esporte eletrônico no Brasil perante a Global Esports Federation e outros órgãos internacionais, sendo uma entidade de natureza privada e sem fins lucrativos.

Logos da CBGE à esquerda e logo da GEF à direita

A CBGE tem como objetivo o fomento e a regulamentação do desporto e do paradesporto eletrônico no Brasil, além de promover a inclusão digital e "gameficada" - alavancando iniciativas culturais e educacionais - e trabalhar conjuntamente com as entidades municipais e estaduais de administração do desporto, no que concerne o desenvolvimento do esporte eletrônico brasileiro como um todo.

Um Breve Histórico

Fundada em 2019, a Confederação atua em diversas funções, não apenas criando pontes entre os setores privado e público, mas também buscando melhores regulamentações para a área. No mesmo ano de sua fundação, a CBGE foi responsável por planejar e por pôr em prática o Brasil Esport Fórum, evento em que foram realizados diferentes painéis e palestras com a inteção de difundir o conhecimento especializado sobre o mercado e as modalidades do setor.

Apresentadores sentados em palco do Hotel Marriot Copacabana no Brasil Esports Fórum em 2019

Brasil Esports Fórum no Hotel Marriot Copacabana em 2019

Ainda em 2019, a CBGE organizou o Campeonato Sul-americano de League of Legends, foi um dos 46 países a selecionar e enviar um representante nacional para competir no Esports World Championship de PES na Coréia do Sul e encabeçou a organização da Frente Parlamentar em prol dos Jogos Eletrônicos e Games - a qual veio a se instalar oficialmente em 2020.

Em janeiro de 2020, enquanto a crise de COVID-19 ainda não havia se espalhado pelo mundo e transformado-se em pandemia, a CBGE e a Frente Parlamentar assinaram um importante acordo de cooperação técnica com o Cinturão Asiático em X'ian, na China.

Presidente da CBGE Paulo Ribas em X'ian

Acordo de cooperação em X'ian (2019)

Apesar da pandemia e da necessária suspensão de todos os eventos presenciais, a CBGE superou inúmeros obstáculos e continuou operante, realizando grandes eventos online, entre eles seminários e torneios, como o Campeonato Nacional de Free Fire, o South America Week Challenge - de abrangência internacional - e o webinar America's eSports Challenges and Opportunities.

Atuação Regional

A CBGE ainda possui grande foco no apoio a campeonatos de âmbito estadual e às suas federações filiadas, as quais produziram eventos excelentes e muito bem-sucedidos em 2019 e 2020, como o e-Serigy ao início de fevereiro, no Sergipe, e as Rainhas do Clutch em novembro, no Rio de Janeiro.

Equipe campeã do E-Serigy 2020 posa para foto junto a membros da FESEEE

E-Serigy 2020 no início de fevereiro. Unit foi a equipe campeã do evento.

Plateia assiste à apresentação do Indoor Games 2019 na Bahia

Indoor games na Bahia em 2019, promovido pela FEBAEE.

Você pode conferir todas as federações filiadas no nosso Portal da Governança.

O Esporte Eletrônico

Entendem-se por e-sports, esportes eletrônicos ou ciberesportes as atividades competitivas realizadas através de dispositivos como computadores, consoles e telefones celulares. Dentro da categoria enquandram-se jogos de modalidades como MOBA, RTS, FPS e outros, e seus competidores são também atletas.

Atleta disputa partida de League of Legends no Indoor Games da Bahia em 2019

Atleta disputa uma partida de League of Legends em campeonato na Bahia

Antes dos anos 2000, os torneios e campeonatos estavam majoritariamente relacionados a amadores e a audiências de nicho, porém a recente ascensão da indústria do esporte eletrônico e o constante crescimento do público consumidor deste mercado criou a necessidade não apenas da profissionalização dos jogadores, mas também da regulamentação do setor.

Jogadores disputam por maior pontuação em Space Invaders em campeonato de 1981

Jogadores disputam a maior pontuação em Space Invaders em 1981. Imagem: Newscom.

Jogadores em sala de vidro disputando um campeonato de Starcraft em 1998

Torneio de Starcraft em 1998 na Coréia do Sul. Imagem: Kai Hendry.

Plateia cheia e telão em campeonato de League of Legends em 2016

Plateia observa o telão da arena do Staples Center (Los Angeles) nas finais do campeonato mundial de League of Legends em 2016. Imagem: Patar Knight.

Atualmente, os e-sports ainda são assunto de debate quanto ao seu reconhecimento em comitês olímpicos, mas já contam com grandes instuições - como a GEF e federações nacionais - e gigantescos projetos ao seu lado, já que, assim como os demais esportes, são objetos tanto de lazer - de bilhões de pessoas - quanto de grande competições profissionais de abrangência mundial. Com isso, o mundo viu o surgimento de associações, entidades públicas e federações relacionadas aos e-sports, além de uma maior inserção do esporte eletrônico nas grandes mídias - como em grandes canais de esportes - nos últimos anos, sem contar com o enorme crescimento das plataformas de streaming, lar na internet de inúmeros atletas do esporte eletrônico.

A Inclusão no Esporte Eletrônico

Com o aumento do acesso à internet e a popularização de dispositivos eletrônicos, os e-sports vêm atingindo desde as camadas mais jovens até a terceira idade, consolidando-se como um esporte acessível e independente de nichos.

A CBGE trabalha com igualdade, diversidade e inclusão como valores base da sua instituição, alinhada aos interesses da Global Esports Federations em desenvolver estes princípios, observando-se ainda sua parceria com a UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) para promovê-los.

Crianças em roda formam estrela com os dedos em torno dos logos da GEF e da UNESCO

Imagem: Global Esports Federation

Parceria e Reconhecimento Global

Além de importantes acordos e do reconhecimento internacional, a relação entre a Confederação Brasileira de Games e Esports e a Global Esports Federation vai além, com a integração da CBGE à nova campanha da GEF, a World Connected Series, que, além do webinar ocorrido no início de 2021 e outros eventos sobre a atualidade e o futuro dos e-sports, incluirá a participação de equipes brasileiras nos torneios mundiais de Cingapura, Istambul e Riade neste e nos próximos anos.

Logo das próximas competições globais em Cingapura, Istambul e Riade

Brasil tem vagas garantidas para as próximas edições da Global Esports Games

A Global Esports Federation é a principal entidade internacional responsável pela organização dos e-sports no mundo e pela integração entre as diversas federações nacionais do setor no planeta, além de encabeçar importantes parcerias globais no setor privado. A organização lançou em 2020 o #worldconnectedseries visando a integração e ampliação da comunidade internacional de games e e-sports baseadas nos valores de igualdade, fair play, diversidade, inclusão e inovação.

A CBGE está desde a sua fundação filiada a GEF e é reconhecida por ela como a instituição brasileira representante dos e-sports nacional e internacionalmente.

Atualmente, a Global Esports Federation conta com mais de 115 parcerias internacionais, entre elas, mais de 90 federações membras ao redor do mundo. Veja abaixo alguns dos parceiros globais da GEF.

Slider
Slider
Slider
Slider
Slider
Slider

-

Ficou com dúvidas? Acesse o nosso FAQ!