A Aliança Educacional da Global Esports Federation, dirigida pela Comissão de Educação, Cultura e Juventude, foi anunciada esta manhã no site da GEF.

Visando impulsionar o futuro do aprendizado e do mercado de trabalho no esporte eletrônico, a GEF iniciou uma nova campanha institucional, desta vez na área da educação. A Aliança, anunciada nesta segunda-feira, deve incluir o desenvolvimento de programas e oficinas em níveis de base e profissional.

Ainda este ano, já devem ser postos em prática ao menos dois projetos da campanha: o Programa de Futuros Líderes da Global Esports (GEFLP), que inclui diversas oportunidades de estágio e terá seu início no Global Esports Games 2021, e as Oficinas de Desenvolvimento da Comunidade, que visam capacitar os líderes da comunidade global de e-sports.

A ação é liderada pela Comissão de Educação, Cultura e Juventude (ECY, sigla para Education, Culture and Youth) da GEF, que conta com o Príncipe Faisal Bin Bandar Bin Sultan Al Saud e Jerry Ling, já conselheiros da GEF, como Presidente e Vice-Presidente, respectivamente. A iniciativa foi formalizada juntamente a oito países fundadores: Cingapura, Brasil, China, República Dominicana, Japão, Arábia Saudita, Reino Unido e Estados Unidos.

Quadro das 10 comissões e conselhos consultivos da GEF.

A GEF conta com 10 comissões e 2 conselhos consultivos este ano.

A CBGE, representante oficial do esporte eletrônico no Brasil, participa das reuniões da ECY, representada pelo Presidente da Confederação e membro da Comissão, Paulo Ribas. A iniciativa foi anunciada na última assembleia geral, em maio.

"Sendo a educação por intermédio dos games, um dos principais focos do trabalho da CBGE, para nós é uma honra integrar este seleto grupo de 8 países fundadores dessa aliança global pela educação. Muito trabalho em prol dos atletas, da juventude, dos clubes e da comunidade do esporte eletrônico." - Palavras do Presidente da Confederação Brasileira de Games e Esports.

Veja o anúncio oficial da GEF.